ANPECOM - Associação comercial por uma economia de comunhão. Logomarca da ANPECOM, composta por meio globo mostrando o mapa do Brasil seguido do nome da associação

Afinal, por que existe a Associação Nacional por uma Economia de Comunhão?

31/08/2021
Associação Nacional por uma Economia de Comunhão

Da necessidade de uma estrutura jurídica para o crescimento da Economia de Comunhão no Brasil, nasce a Associação Nacional por uma Economia de Comunhão (Anpecom).

 

Se você já se fez essa pergunta ou a diferença entre Economia de Comunhão e Anpecom já causou confusão, não se preocupe. Por vezes, acredita-se que ambas nasceram juntas, no entanto a Associação Nacional por uma Economia de Comunhão surge quase 14 anos após o nascimento da Economia de Comunhão, com a ideia de se tornar uma estrutura jurídica para o crescimento deste movimento econômico.

 

A Economia de Comunhão, de fato, nasceu de um convite dirigido a empreendedores e empreendedoras de modo especial, mas também a pessoas que desejassem viver a cultura da Economia de Comunhão como estilo de vida, em suas próprias vidas e pela erradicação da pobreza a partir de escolhas pessoais. Durante muito tempo, o movimento se desenvolveu de forma orgânica, sustentado por essa rede de pessoas. 

 

“Diante dessa crescente, viu-se a necessidade de constituir uma organização da sociedade civil que representasse esse movimento, que desse estrutura e envergadura para que ele crescesse também de forma mais profissionalizada e mais focada no diálogo com a sociedade civil. Por isso, de forma espontânea, em 2005, foi então criada a Anpecom”, nos conta a atual presidente da Anpecom, Maria Helena Faller. 

 

A presidente explica que hoje a iniciativa administra recursos da Economia de Comunhão e busca, cada vez mais, se profissionalizar para conferir uma personalidade jurídica firme, a fim de que o movimento permaneça em constante desenvolvimento. 

 

Em 2021, somamos cerca de 300 associados e associadas e administramos os recursos das iniciativas mantidas pela Economia de Comunhão e espalhadas pelas cinco regiões do país, dentre elas: Profor; Eu, empreendedor de mim, juntos empreendedores do mundo; Ancestralidade Negra e Florescimento do Empreendedorismo; Geração Empreendedora; Projeto de Superação de Vulnerabilidades Econômicas (SUPERA e Ações Emergenciais) e Comunhão e Ação (Campanha de Financiamento Coletivo e Comunhão de Recursos).

 

Gostou de saber mais sobre a Anpecom? Acompanhe nossas redes sociais.