ANPECOM - Associação comercial por uma economia de comunhão. Logomarca da ANPECOM, composta por meio globo mostrando o mapa do Brasil seguido do nome da associação

M2G2 e Economia de Comunhão: deu match!

26/07/2021
economia de comunhão

Empresa de serviços imobiliários é nova associada da EdC. 

A humanização sempre esteve presente no dia a dia da M2G2 Patrimonial, localizada em São Paulo. Especializada em serviços imobiliários, a empresa é gerida pelos sócios André Valle, Camila Catelan e seu esposo Eduardo Catelan. Desde o início, focaram para que seu negócio fosse um agente de transformação social, por isso desenvolvem internamente um estilo de trabalho focado no lema “Ousar nos negócios imobiliários valorizando o potencial humano”

No início deste ano, conheceram a Economia de Comunhão e logo se identificaram com a cultura da EdC. “Em nosso primeiro contato vimos muito sentido com as intenções e cuidados que temos dentro da nossa empresa e nos interessamos para saber um pouco mais como nós poderíamos contribuir para a EdC e como ela poderia contribuir conosco”, relembra Eduardo que também participou do evento 30 anos da EdC.

Para André, um ponto importante foi encontrar uma economia que carrega valores que se complementam com aqueles pensados para a M2G2. “Então, por que não aprender e pensarmos juntos?”, ponderou.

O trio elaborou modelos de como humanizar os serviços por meio de três “sementes” como chamam: ousar, humanizar e corporificar. E para chegar nisso, narram que procuraram filósofos, pessoas atuantes nas igrejas e estudaram para conseguirem desdobrar esses pilares com foco nas virtudes de cada indivíduo e retirar a ideia de um funcionário robô.

“Hoje buscamos aprimorar através de discussões temáticas entre a equipe, proporcionar um espaço para que a equipe desenvolva projetos integrados e desenvolver a cultura que permeia a empresa”, afirmam. 

Chegada da pandemia

“Entramos de home office uma semana antes de ser decretado pelo Governador, porque víamos que a situação estava muito grave. Aderimos às solicitações do sindicato e percebemos que nossa transição foi muito tranquila, principalmente porque todas e todos trabalhavam com o próprio notebook”, narram.

No entanto, a empresa também trabalha com a prestação de imóveis para os bancos, então parte da equipe precisou se deslocar até os locais. Para garantir que estivessem em condições para trabalhar, adquiriram um kit de segurança com bota plástica, álcool em gel, luvas e outros acessórios necessários para a equipe de campo.

“Quando o cliente vê que vamos preparados, sentem-se mais tranquilos e nos acolhem melhor. Com certeza foi positivo para todas as partes”, complementam.

Por perceberam que era o momento de integrar e proteger, começaram também diversas iniciativas no reforço da comunicação. Uma proposta foi a leitura conjunta de um livro. Cada semana liam um capítulo e num dado momento viram que o “plantar com ternura e colher com alegria” foram filosofias que chegaram até a M2G2. 

Curso P2C2H

Por esses exemplos, fica bastante claro o match da empresa com a Economia de Comunhão. E com o intuito de aprofundar a cultura da EdC dentro da organização, a M2G2 inicia em breve o Programa P2C2H, da Anpecom, um percurso de formação conduzido por especialistas com o intuito de promover o desenvolvimento humano no âmbito corporativo e pessoal por meio de metodologias que despertam a escuta, o diálogo, a confiança, a reciprocidade e a comunhão.  

Durante cerca de 20 horas em um curso dividido em três módulos, a empresa irá refletir e praticar uma metodologia que leva em consideração três dimensões: pensar, sentir, agir e, conceitualmente, se fundamenta na Teoria U (Otto Scharmer MIT) e nos princípios e valores da Economia de Comunhão.

Bem-vindos, M2G2. 

Clique aqui e conheça mais sobre o P2C2H.